• Marco Túlio Gazzola

As Novas Bibliotecas: Uma Virada de Página

As bibliotecas existem há mais de quatro mil anos e, apesar da constante evolução quanto a sua arquitetura, ao acesso e uso de seus espaços internos, continuam a sofrer do estigma de locais ultrapassados, que servem apenas para leitura e armazenamento de livros. No entanto, as bibliotecas estão sofrendo grandes reformulações, abandonando o antigo conceito de espaço silencioso de leituras individuais e transformando-se em espaço de múltiplos fins, constituindo-se em espaços de aquisição, compartilhamento e construção de cultura, conhecimentos e habilidades. Do ponto de vista arquitetônico, as mudanças também são notáveis. Além da acessibilidade, os novos edifícios buscam conectar os espaços internos, tornando-os amplos, contínuos e integrados ao ambiente externo da biblioteca.

Para comprovar essa transformação podemos mencionar inúmeros espaços, começando pela Locomotive Hall, uma biblioteca localizada em uma cidade holandesa em um galpão que servia para guardar motores de locomotivas. O antigo lugar foi contemplado com um projeto de revitalização e transformou-se em um ambiente de visual futurista e múltiplas funções. Há áreas de leituras, bancadas para trabalhar, espaços para exposições, anfiteatro com arquibancada, laboratórios para realização de aulas e até mesmo um ambiente para experimentos culinários. Incrível! Confira mais informações em https://www.civicarchitects.eu/projects/lochal-tilburg.


Biblioteca Locomotive Hall (LocHal) em Tilburgo.

Autor: Magere Hein

Fonte: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Locomotiefhal_Tilburg_interieur.jpg


Na China, a Biblioteca Pública de Tianjin, localizada no distrito de Binhai, impressiona a todos. Conhecida também como o “Olho de Binhai”, a biblioteca tem a forma de um olho gigante, com um globo luminoso representando a pupila, que pode ser observada tanto no interior quanto no exterior da construção. Estima-se que a biblioteca possua capacidade para armazenar mais de um milhão de livros em seus mais de trinta mil metros quadrados. No piso térreo estão as áreas de leitura para crianças e idosos e nos pisos superiores, os espaços para reuniões, escritórios e salas de informática. O edifício possui também salas subterrâneas para guarda de livros e dois terraços. Espetacular! Visite a página https://www.mvrdv.nl/projects/246/tianjin-binhai-library e comprove.


Biblioteca Pública de Tianjin.

Autor: Muzzleflash

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Binhai_library_bookshelves.jpg


Na Dinamarca, a Biblioteca Real da Dinamarca, conhecida também como “Diamante Negro”, se destaca na paisagem com sua bela arquitetura. Suas instalações abrangem uma ampla diversidade de atrações e serviços: biblioteca, museu, livraria, auditório, restaurante, café, sala para entrevistas, sala para oficinas, sala de aulas, etc. Seu interior oferece vistas panorâmicas sobre o cais. Maravilhosa! Veja em http://www5.kb.dk/en/ a beleza desse local.


Biblioteca Real da Dinamarca (Diamante Negro).

Autor: Thue

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Den_Sorte_Diamant_1.jpg


No Canadá, a Biblioteca Pública de Vancouver, oferece inúmeros serviços, desde acesso gratuito a uma plataforma de ensino online a aulas de música, passando por acesso a um acervo enorme de jogos e quadrinhos. Além disso, possui um bar e um terraço que pode ser reservado para a realização de casamentos. Top! Conheça melhor em https://www.vpl.ca/


Cobertura da Biblioteca Pública de Vancouver.

Autor: GoToVan

Fonte:https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Vancouver_Public_Library_Roof_Garden_2018.jpg


O Brasil também segue essa tendência. Em São Paulo, a Biblioteca Parque Vila-Lobos (BVL), construída em uma área que já funcionou como depósito de lixo, hoje um parque, é um espaço de conhecimento de excelência. A instituição sedia oficinas, exposições, cursos, apresentações teatrais e muitos outros tipos de eventos e disponibiliza sala de estudos, sala de jogos eletrônicos, espaço destinado ao público infantil, auditório e muitos outros ambientes. Não por acaso, a BVL foi considerada uma das três melhores bibliotecas do mundo em 2019, de acordo com uma importante premiação anual mundial realizada pela Feira do Livro de Londres. Ainda em São Paulo, a Biblioteca Pública de São Paulo (BSP), também sediada em um parque, oferece amplo conteúdo e infraestrutura, contando com diversos ambientes como sala de jogos eletrônicos, salas de leituras, auditório etc. Assim como a Biblioteca Vila-Lobos (BVL), a BSP foi considerada uma das três melhores bibliotecas do mundo (em 2018). Recomendo a visita dos sítios dessas instituições, https://bvl.org.br/ e https://bsp.org.br/.


Biblioteca Pública de São Paulo (BSP)

Autor: Peter Louis

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Biblioteca_de_S%C3%A3o_Paulo.JPG


Essa foi só uma pequena amostra das bibliotecas que estão surgindo. Continue ligado nas nossas redes para aprender mais todo dia. Até a próxima!

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo