• Marco Túlio Gazzola

Bibliotecas (Reais ou Irreais) no Cinema

As cenas de um filme são cuidadosamente planejadas, em conjunto com o roteiro, os diálogos, a trilha sonora e outros elementos, formam um conjunto que pode ficar eternizado em nossa memória, tornando-se uma espécie de referência para nossas vidas. Filmes, dos mais antigos aos mais recentes, possuem suas cenas memoráveis: pode ser um estranho carro que viaja para o passado ou vai para o futuro, um garoto que sai voando num tapete flutuante ou um militar americano que se vê sozinho enfrentando um inimigo agressivo e invisível numa floresta da América do Sul. Longe dos extremos, dos ambientes paradisíacos ou dos cenários de destruição total num futuro planeta Terra devastado pela ação humana, temos os ambientes mais próximos do nosso cotidiano, como as bibliotecas, por exemplo.

Primeiro, lembro-me do filme Os Caça-Fantasmas, de 1984. No filme, Dr. Egon, Dr. Ray e Dr. Peter decidem abrir uma firma que teria por objetivo identificar e combater esses seres sobrenaturais. Uma das cenas do filme aconteceu na Biblioteca Pública de Nova Iorque, a segunda maior dos Estados Unidos. Sua entrada é tão bela e marcante que outros filmes e séries também a escolheram como local para a gravação de cenas. O filme The Day After Tomorrow (2004) e o seriado Sex and the City, constituem algumas dessas produções. Em 2010, o grupo Improv Everywhere, a convite da própria biblioteca, refez a cena memorável como parte de uma campanha para estimular a leitura. Uma ótima iniciativa que evidencia como a cena ficou eternizada na memória daqueles que assistiram esse clássico dos anos 80.


Cena de Os Caça-Fantasmas na Biblbioteca Pública de Nova Iorque

Direitos de Imagem: Sony Pictures


Lembro-me também dos filmes de Indiana Jones... Em Indiana Jones e a Última Cruzada, o protagonista vai até uma bela Praça, em San Barnaba, para visitar uma biblioteca. Mas no filme, a fachada que aparece como sendo a fachada da biblioteca de Veneza na realidade é a fachada de uma Igreja! Da Igreja de San Barnaba. Uma pegadinha com os desavisados. No interior do espaço temos a famosa cena do “x". Cenas marcantes para os amantes dos espaços de cultura. E como não lembrar de Star Wars: ataque dos clones? Em particular da sala dos Arquivos Jedi. Assombrosamente impactante, seria o mínimo a comentar, não é mesmo?

Mas as bibliotecas não estão presentes apenas nos filmes de aventuras ou de ficção científica. Até mesmo nos filmes de investigação baseados ou não em acontecimentos reais, elas representam importante local de acesso a informação. É o que acontece no filme O Colecionador de Ossos (1999). Nesse longa, o conceituado policial Lincoln Rhyme (Denzel Washington) e a inexperiente Amelia Donaghy (Angelina Jolie) trabalham juntos para capturar um assassino que executa suas vítimas deixando uma trilha de mensagens cifradas nas cenas de cada crime. Lincoln recorre então aos livros de uma biblioteca e descobre uma obra que seria a referência para o assassino na prática de seus crimes. Em 2020, o título chegou ao Brasil no formato série, mas sem a presença de Denzel e Angelina, claro.

Outro filme emblemático é Filadélfia. Esse filmaço estrelado por Tom Hanks e Denzel Washington conta a história de Andrew Beckett, um advogado que é demitido da firma após descobrirem que ele é portador do vírus da AIDS. Inconformado com a demissão, ele convida o famoso advogado Joe Miller (Denzel Washington) para defende-lo. Apesar do preconceito, aos poucos Joe vai percebendo o quão ridícula é sua atitude e uma amizade começa a nascer entre eles. A cena na biblioteca ilustra bem esse preconceito. No local, Joe pega um livro evitando tocar onde Andrew tocou antes.

Temos muitas mais para lembrar, mas por hoje termino aqui e aguardo você a acrescentar nos comentários as que você se lembrar.


Até breve.


Cena na biblioteca no filme Filadélfia

Direitos de Imagem: Sony Pictures

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo