• Marco Túlio Gazzola

Os Gigantes que Fazem a Festa

A tradição de construir bonecos gigantes é incerta. Sabe-se que, provavelmente, surgiu na Europa, durante a Idade Média. No Brasil, a origem dessa tradição é atribuída aos portugueses, que usavam os bonecos inicialmente em procissões e festividades religiosas.


Homem da Meia-Noite

Em Olinda, especificamente, o primeiro boneco desfilou pela primeira vez em 1932, era o Homem da Meia- Noite. Esse personagem vestindo fraque, cartola e gravata borboleta, que segundo o conhecimento popular foi inspirado em um homem elegante que passava sempre por aquele local arrancando suspiros das garotas, foi ganhando fama até que seu desfile no Carnaval tornou-se tradição. Com seus quatro metros de altura, convida a multidão a acompanha-lo pelas ruas contagiando a todos. Depois, a Mulher do Meio-Dia e o Menino da Tarde se juntaram a festa.


Mulher do Meio-Dia


Nos anos 2000, surgiu uma nova geração de bonecos que homenageiam personalidades da história e cultura brasileira e mundial, como Alceu Valença, Ariano Suassuna e Paul McCartney, por exemplo.


Menino da Tarde


Em 2022 comemora-se 90 anos do Homem da Meia-Noite e, apesar da incerteza que ainda persiste em virtude da pandemia, já foi escolhido o tema para o desfile - Ferver - e a responsável pelos figurinos do boneco - Joana Lira, designer gráfica, artista visual e ilustradora. Vamos aguardar então torcendo para que Homem da Meia-Noite desfile cercado de muitos foliões em 2022!


Bonecos gigantes de personalidades

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo